Revista ADEGA
Busca

Azeite - 22.Out - Saúde

Azeite de oliva pode ajudar na prevenção e combate à obesidade


Recentemente, a Universidade de Campinas (UNICAMP) divulgou conclusões de um estudo que mostravam que o azeite de oliva pode auxiliar no combate e na prevenção à obesidade.

Os pesquisadores descobriram que um dos fatores que levam a essa doença é o consumo excessivo de comidas que contém gorduras saturadas. Segundo eles, esse tipo de gordura promove a lesão de uma região do cérebro chamada hipotálamo, responsável pelo controle da fome e do gasto de energia. Quando a dieta de uma pessoa é rica em gorduras saturadas, ela passa a consumir mais calorias do que gasta, fazendo com que ela se torne mais propensa a ficar acima do peso.

O azeite pode ajudar a evitar esse problema. Segundo o estudo, o consumo do azeite de oliva traz a sensação de saciedade, fazendo com que a pessoa não coma mais do que realmente precisa. Além disso, os ácidos graxos monoinsaturados presentes no óleo impedem a inflamação do hipotálamo, que é o principal fator desencadeador da obesidade.

Para Thaís Souza e Natália Lautherbach, nutricionistas da Rede Mundo Verde, o ideal é consumir de 15 a 30 ml de azeite de oliva por dia. Elas alertam, no entanto, que ele não deve ser aquecido, pois isso pode fazer com que a gordura boa se transforme em saturada.

E MAIS: O óleo e a dieta - Azeite de oliva é parte importante de uma das dietas mais famosas do mundo, a Mediterrânea

Confira as últimas notícias sobre azeites...

+ Produção de azeite em Portugal cresce 42%

+ Azeite espanhol espera conquistar mercado russo

+ Vendas de azeite no Brasil aumentam consideravelmente

+ Azeite de oliva é fonte de riqueza em Valência

+ Santa Catarina poderá se tornar produtora de azeitonas

Redação
Publicado em 22/10/2010, às 10h35 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h47


Mais Notícias