Biblioteca básica do enófilo - parte II

Mais doze títulos sobre a história e a cultura do vinho (além de um de humor) para enriquecer ainda mais sua biblioteca e seus conhecimentos sobre a bebida.


fotos: Pavel Jedlicka/Stock.Xchng e livros: Roberto Rodrigues

O apreciador de vinhos não se contenta em conhecer apenas alguns vinhos básicos. Com o passar do tempo, busca de sensações mais complexas, a vinhos de regiões e castas distintas. O mesmo ocorre em relação aos livros - os livros Didáticos Básicos e os Didáticos de Consulta, apresentados na primeira parte do artigo, não suprem totalmente a curiosidade, e logo são complementados por outros sobre a Cultura do Vinho, sobre a História dos Vinhos e ainda outros só pela diversão, pois nada como rir na hora certa.

#R#

Cultura do vinho
Estamos falando de cultura em seu aspecto mais amplo. Os livros apresentados a seguir devem ser lidos aos poucos. Muitas vezes, é importante ler um trecho que fala sobre determinado vinho e tentar conhecer tal vinho, quando disponível no mercado. São livros que apresentam os vinhos relacionados aos lugares em que são produzidos ou às pessoas que os produzem. Nessa categoria selecionamos sete títulos. Seis deles, de autores nacionais, apresentam um amplo panorama sobre os diversos aspectos culturais do vasto mundo dos vinhos.

fotos: Pavel Jedlicka/Stock.Xchng e livros: Roberto Rodrigues

JOSÉ IVAN SANTOS, professor de pós-graduação em gastronomia no Centro Universitário Senac de São Paulo, publicou, recentemente, 'Vinhos, O Essencial', um livro bastante didático sobre a cultura do vinho. "Vinho não é apenas uma bebida, mas uma viagem pela história, geografia, cultura e economia de cada região", acredita o autor e é dessa forma que apresenta, com um texto claro e agradável, oriundo de sua experiência como professor de cursos de pré-vestibular, aspectos sobre os tipos de uvas que fazem os principais vinhos e sobre as mais destacadas regiões vinícolas do mundo, sempre levando em conta os vinhos que podem ser encontrados, atualmente, no mercado brasileiro. Vale a pena conferir.

fotos: Pavel Jedlicka/Stock.Xchng e livros: Roberto Rodrigues

RENATO MACHADO, jornalista e editor do telejornal 'Bom Dia Brasil', da Rede Globo de Televisão, reuniu no livro 'Em Volta do Vinho' uma seleção de suas melhores colunas publicadas no jornal O Globo. Atualizados a encadeados de maneira a tornar a leitura leve e saborosa, os artigos convidam o leitor a um passeio panorâmico pelo "maior capricho da natureza e o paciente aprendizado do homem" que é a vinicultura. Com sua cultura enciclopédica, Renato Machado relaciona facilmente os vinhos aos aspectos culturais como, por exemplo, a música clássica e a ópera. Sempre procurando fugir de um enfoque uniforme, Renato Machado relaciona os vinhos às emoções e às sensações proporcionadas pelo ambiente onde são degustados.

fotos: Pavel Jedlicka/Stock.Xchng e livros: Roberto Rodrigues

SAUL GALVÃO, em seu 'Tintos e Brancos', apresenta uma visão pessoal, e ao mesmo tempo peculiar e abrangente, sobre os vinhos, sempre com o objetivo de ajudar àqueles que desejam desenvolver seu gosto próprio. Um livro clássico, publicado em 1992, que se mantém atual (basta lembrar que na época quase não se encontravam vinhos europeus à venda no Brasil). Apresenta em um texto agradável informações práticas e seguras sobre como servir e degustar cada tipo de vinho, bem como as melhores combinações de vinhos com pratos diversos.

#Q#

fotos: Pavel Jedlicka/Stock.Xchng e livros: Roberto Rodrigues

Para uma leitura rápida, apresentamos o livro '110 Curiosidades sobre o mundo dos vinhos: noite adentro com aromas e sabores', de EUCLIDES PENEDO BORGES, atual vicepresidente da ABS-RJ e também produtor de vinhos em Mendoza, na Argentina. São 110 capítulos, quase todos com apenas uma página, contendo curiosidades, que publicadas ao longo de mais de oito anos no ABS Notícias, o informativo mensal da ABS-RJ. Para ser lido por partes em poucos minutos, apesar de seu caráter despretensioso, o livro de Euclides proporciona uma leitura interessante e muito agradável.

fotos: Pavel Jedlicka/Stock.Xchng e livros: Roberto Rodrigues

O editor de ADEGA, MARCELO COPELLO, figura aqui com dois de seus livros. Em 'Vinho & Algo Mais' são reunidos pequenos ensaios que possuem em comum o fato de situarem-se na fronteira, ou na interseção, da cultura do vinho com outras formas de arte. Danusia Barbara disse que "este livro é um convite ao prazer de bem viver", e não há como discordar dessa afirmativa.

fotos: Pavel Jedlicka/Stock.Xchng e livros: Roberto Rodrigues

Já 'O Diário de um Náufrago em um Mar de Vinho' é, na verdade, o primeiro livro de Marcelo Copello, embora tenha sido o segundo a ser publicado. Trata-se de um diário dos finais de semana entre 1998 e 1999, época em que o autor trabalhou na Itália. Seu livro teve origem nas mensagens de correio eletrônico que Copello passava aos amigos brasileiros relatando seus finais de semana "navegando num mar de vinho", mensagens que deixavam todos com água na boca e vontade de conhecer "as cidades em que bebi e as pessoas que as habitavam", como dizia Copello.

fotos: Pavel Jedlicka/Stock.Xchng e livros: Roberto Rodrigues

LAWRENCE OSBORNE apresenta uma visão alternativa em 'O Connaisseur Acidental: uma viagem irreverente pelo mundo do vinho'. Osborne, sem o hábito de beber vinho e com quase nenhum conhecimento sobre degustação, lê alguns livros básicos e se põe a visitar ícones atuais como Robert Mondavi, Antinori e as melhores casas de Bordeaux, onde degusta os melhores vinhos da atualidade e os analisa sob uma ótica distinta, quase contracultural. Um livro interessante pelo aspecto crítico do autor e, principalmente, por trazer um olhar diferente que nos leva a pensar sobre o mercado dos vinhos e a construção dos grandes mitos.

História do Vinho
A biblioteca será muito enriquecida pelos quatro livros selecionados a seguir. Tratamse de livros que apresentam aspectos históricos sobre o vinho e bebidas de um modo geral. Cabe lembrar que a história do vinho se confunde com a própria história da civilização. Os livros acerca da história do vinho, fundamentais para seus verdadeiros amantes, são, em princípio, para serem lidos aos poucos. Porém, algumas vezes, o texto prende o leitor por horas a fio.

fotos: Pavel Jedlicka/Stock.Xchng e livros: Roberto Rodrigues

Com uma edição brasileira muito bem cuidada 'A História do Vinho', de HUGH JOHNSON, seria a primeira escolha para uma boa biblioteca. O escritor e jornalista inglês Hugh Johnson é hoje, após mais de três décadas de dedicação integral, uma das maiores autoridades mundiais sobre vinhos. Johnson escreve que "quanto mais estudo o vinho, mais percebo como ele se entrelaça com a história da humanidade desde os primórdios". De uma maneira sintética e bemhumorada, o livro de Johnson aborda desde as crenças e os mitos associados à bebida na Antiguidade, o aperfeiçoamento das técnicas vinícolas pelos monges medievais, até o surgimento dos grandes vinhos no século XIX e os atuais avanços tecnológicos e a proliferação de novas regiões produtoras.

#Q#

fotos: Pavel Jedlicka/Stock.Xchng e livros: Roberto Rodrigues

TOM STANDAGE, editor de tecnologia da revista The Economist, procura acompanhar a história humana através das bebidas em geral. Com 'História do Mundo em 6 Copos', Standage mostra a relação entre a cerveja e o desenvolvimento da escrita; o vinho e a filosofia greco-romana; os destilados e a independência dos Estados Unidos; o chá e a queda do Império Britânico; o café e o progresso científico; e a Coca-Cola e a globalização. Baseado em sólida pesquisa histórica, oferece aos leitores uma nova e instigante maneira de compreender a história humana.

fotos: Pavel Jedlicka/Stock.Xchng e livros: Roberto Rodrigues

Não poderiam deixar de ser citados dois livros recentes escritos pelo casal DON & PETIE KLADSTRUP. Don é jornalista, ganhador de três prêmios Emmys e considerado um dos mais importantes correspondentes políticos da televisão norte-americana. Sua mulher Petie é escritora, com muitos textos sobre a França e a vida francesa. 'Vinho & Guerra: os franceses, os nazistas e a batalha pelo maior tesouro da França' é um livro que prende o leitor da primeira à última página. Os autores acompanham as incríveis aventuras de proeminentes famílias das cinco grandes regiões francesas - Borgonha, Bordeaux, Champagne, Alsácia e Vale do Loire - em sua resistência para preservar os prazeres mais autênticos da cultura francesa durante a Segunda Guerra Mundial.

fotos: Pavel Jedlicka/Stock.Xchng e livros: Roberto Rodrigues

Com os mesmos ingredientes, DON & PETIE KLADSTRUP deliciam os leitores com a surpreendente saga do champanhe, o vinho mais elegante do mundo, em 'Champanhe: como o mais sofisticado dos vinhos venceu a guerra e os tempos difíceis'. Uma narrativa envolvente e reveladora, recém lançada no Brasil, que vai agradar a todos.

fotos: Pavel Jedlicka/Stock.Xchng e livros: Roberto Rodrigues

Esses onze livros, juntamente com os treze títulos citados na primeira parte do artigo, representam o essencial a figurar na biblioteca de todos os enófilos. Mas não poderíamos encerrar essas recomendações sem a inclusão de um livro para as horas de descontração. E nada melhor do que o livro de CARLOS HENRIQUE IOTTI, jornalista de Caxias do Sul, intitulado 'Zona Rural', com os excelentes quadrinhos do personagem Radicci - que em italiano significa raízes. Radicci é uma espécie de anti-herói da Serra Gaúcha: é baixinho, grosso, preguiçoso, machista, gritão e, principalmente, amante do vinho e da farra. As tiras de quadrinhos de Iotti com o Radicci nos fazem rir com as situações mais inusitadas em torno do vinho. Imperdível!

Fundamental porém é a degustação dos vinhos. O enófilo não pode, de maneira alguma, se limitar a um aprendizado teórico por meio de seus livros. Eles complementam o verdadeiro prazer que é degustar um bom vinho em boa companhia.

Só nos resta repetir o que disse Aristófanes, poeta cômico grego (450-385 a.C.): "Rápido, me traga uma taça de vinho para eu poder molhar minha mente e dizer algo inteligente". Santé!

Mauro Simonato/Stock.Xchng

Bibliografia
Cultura do Vinho:
● Vinhos, O Essencial - José Ivan Santos - São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2005. 302p.
● Em Volta do Vinho - Renato Machado - São Paulo: Globo, 2004. 234p.
● Tintos e Brancos - Saul Galvão - São Paulo: Editora Ática S. A., 1992. 292p.
● 110 Curiosidades sobre o mundo dos vinhos: noite adentro com aromas e sabores - Euclides Penedo Borges - Rio de Janeiro: Mauad Editora, 2005. 136p.
● Vinho & Algo Mais - Marcelo Copello - Rio de Janeiro: Record, 2004. 176p.
● O Diário de um Náufrago em um Mar de Vinho - Marcelo Copello - Rio de Janeiro: IBPI Press, 2001. 236p.
● O Connaisseur Acidental: uma viagem irreverente pelo mundo do vinho - Lawrence Osborne - Rio de Janeiro: Intrínseca, 2004. 296p.

História do Vinho:
● A História do Vinho - Hugh Johnson - São Paulo: Companhia das Letras, 1999. 550p.
● História do Mundo em 6 Copos - Tom Standage - Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005. 240p.
● Vinho & Guerra - Don & Petie Kladstrup - Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002. 256p.

● Champagne - Don & Petie Kladstrup - Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2006. 224p.

Humor:
● Zona Rural - Carlos Henrique Iotti - Porto Alegre: L&PM, 2002. 184p. 64 A biblioteca básica do enófilo - parte II SAIBA MAIS Mauro Simonato/Stock.Xchng

Roberto Rodrigues*

Publicado em 19 de Maio de 2006 às 13:08


Saiba Mais

Artigo publicado nesta revista