Bola da vez no mercado chinês

Quem são os 10 maiores exportadores para a China?


O governo chinês divulgou os dados de importação de vinhos de 2017 recentemente e neles vê-se claramente que a França é disparada a maior fonte, com 217,8 milhões de litros, mais que o dobro do segundo colocado, que é a Austrália, com 1


As importações de vinhos aumentaram 14,6% em volume e 16,4% em valor em 2017 em relação a 2016, de acordo com os últimos números da alfândega chinesa, atingindo um valor equivalente de 
US$ 2,55 bilhões.05,8 milhões de litros.


Se acrescentar os vinhos a granel, atinge-se 745 milhões de litros de vinho e US$ 2,8 bilhões durante o ano de 2017 – um aumento de 16,9% em volume e 18% em valor.

 

As importações de vinhos australianos aumentaram 33,3% em volume e 25,8% de aumento em relação a 2016. O Chile também viu suas remessas de vinho para a China aumentarem 25% no ano passado.


Ambos os países possuem acordos tarifários especiais com os chineses, o que facilita a exportação de seus vinhos.

Apesar disso, a França mantevese na liderança com as importações crescendo 14% em volume para 218milhões de litros, embora com aumento de apenas 8,8% em valor, equivalente a US$ 1 bilhão. Já os vinhos dos Estados Unidos viram uma ligeira diminuição no volume de importações, mas o valor saltou em 44,1% em relação a 2016.


O ano ainda viu um aumento de 4,5% no volume das importações de espumantes, e houve um aumento de 27,2% no preço médio por litro, para US$ 5,74.

Da redação

Publicado em 11 de Maio de 2018 às 09:00


Notícias