Revista ADEGA
Busca

Vinho - 29.Set - Descoberta

Bolhas dão aroma ao champagne, garantem cientistas


Estudos comprovaram que as bolhas dão aroma ao espumante
Pesquisadores da Europa descobriram que as bolhas que são marca registrada do champagne servem também para exalar o aroma da bebida. O fluxo de bolhas atua continuamente, transferindo o cheiro agradável do espumante da garrafa para a taça, liberando-o com um efeito similar ao do aerosol.

Os estudiosos acreditam que este é o agente maximizante do aroma do champagne, que lhe dá característica única. O dióxido de carbono, que são as bolhas da bebida, sempre foi um dos grandes motivos para a compra do espumante, que causa um estrondo ao ser aberto. O CO2 também é o responsável por levar o álcool à corrente sanguínea mais rapidamente.

O pesquisador Gerard Liger-Belair, da Universidade de Reims Champagne-Ardenne, na França, comentou que gosta muito desse "mecanismo bem sutil que atua sob nosso nariz enquanto bebemos um champagne. Numa única taça, há alimento suficiente para suprir a mente, e prazeres para atiçar os sentidos".

Através de estudos que utilizaram espectrometria de massa em alta resolução, ele e seus colegas descobriram que algumas substâncias responsáveis pelo aroma do champagne são ligadas às bolhas e levadas até a superfície numa concentração maior do que a presente no espumante, o que dá ao consumidor maior percepção do cheiro.  

Confira as últimas notícias sobre o mundo dos vinhos...

+ O Melhor Vinho do dia: Ao talento e à criatividade na Arte!

+ 2009 dever ser melhor ano da década para Vinho Verde

+ Angola pode se tornar produtora de vinhos

+ O Melhor Vinho do dia: Aos meninos brasileiros no Mundial do Egito!

+ Vinícola de La Rioja lança "Vinho do fundo do Mar"

Redação
Publicado em 29/09/2009, às 11h21 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias