Revista ADEGA
Busca

Vinho - 25.Nov - Chile

Brasil se torna um dos principais importadores de vinho chileno


O Brasil e o Japão estão ganhando terreno na comercialização de vinhos do Chile. Segundo cálculos, além dos dois países, a Alemanha também vem conquistando importância para a indústria local.

Apesar da consolidação dos EUA como o principal destino do vinho chileno, as exportações para o país não avançaram tanto quanto outras. Em setembro, entre os dez principais destinos da bebida, os que mais progrediram foram o Brasil, Japão e Alemanha, respectivamente.

As altas exportações para o gigante da América do Sul fizeram do país o segundo principal destino americano. O valor das exportações já chegou a US$ 4 milhões, ficando atrás apenas dos EUA.

Diego García de la Huerta, gerente geral de uma vinícola chilena, afirmou que o "Brasil é uma economia pujante, que está se desenvolvendo não só no setor de vinhos, mas também de vários outros".

Essa demanda grande por vinhos no Brasil "é reflexo da crescente procura por vinhos de qualidade, mas que também atendam as necessidades econômicas dos consumidores. E nesse aspecto, o chileno ganha dos demais", afirmou Patrício Tapia, editor do Descorchados, o mais importante guia de vinhos do Chile.  

Confira as últimas notícias sobre o mundo dos vinhos...

+ 75% dos Holandeses bebem vinho frequntemente, diz pesquisa
+ Dão foca novas ações promocionais em Angola e na América

+ Rússia aumenta impostos sobre vinho

+ O Melhor Vinho do dia: A toda e qualquer forma pacífica de protesto!

+ Fórmula Indy vira palco para vinícolas brasileiras

Redação
Publicado em 25/11/2009, às 13h23 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias