Revista ADEGA
Busca

Carta de vinhos do Papa terá 60% de vinhos importados


A carta de vinho oferecida ao Papa Bento XVI durante sua visita ao Brasil é composta por quinze vinhos, em sua maioria, importados: cinco chilenos, quatro argentino e um uruguaio. Porém, foram incluídos cinco rótulos brasileiros.

Os mais caros são o "Dom Melchor Cabernet Sauvignon 2001" e o "Seña 2001", pelo valor aproximado de R$ 348. Entre os brasileiros, estão o Rio-Sol, produzido na região de Petrolina (PE). Segundo a sommelier responsável pela elaboração da carta, Anna Rita Zannier, o papa alemão não tem o costume de tomar muito vinho, mas certamente irá apreciar um pouco de cada um.

Para receber o Papa, o mosteiro de São Bento, na região central de São Paulo, vai montar uma estrutura onde três cozinhas funcionarão 24 horas por dia, com cerca de 60 funcionários para atender cerca de 300 pessoas da comitiva e diversas autoridades.

Fernando Roveri
Publicado em 18/04/2007, às 15h25 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h44


Mais Notícias