Vinho - 16.Mar

Casa de leilões pretende processar homem por vender vinhos falsos


A casa de leilões de vinhos Spectrum alegou que o falsificador, Ruidy Kurniawan, tentou vender vinhos falsos e pretende processá-lo se as acusações forem verdadeiras.

Divulgação

Kurniawan foi preso há uma semana pelo FBI acusado de tentar vender vinhos falsificados, que se verdadeiros custariam cerca de 1,3 milhões de dólares. As principais acusações são de 2008, quando ele vendia vinhos para colecionadores e lojas, com safras anteriores ao ano de começo de produção.

Depois de ver as noticias sobre a prisão de Kurniawan, e os relatórios polícias, a casa de leilões percebeu que pode ter sido enganada pelo homem. "Nós estendemos, depois dos relatórios, que o Sr. Kurniawan estava tentando nos vender vinhos falsos, por meio de um intermediário", comentou o presidente da Spectrum, Greg Roberts.

Na época, a casa de leilão suspeitou da autenticidade de alguns vinhos que tinham discrepâncias nos rótulos e, os retirou do leilão.

"Se as alegações forem confirmadas, nós iremos tomar todas as medidas legais necessárias contra a pessoa que intermediou a venda dos vinhos para nossa empresa", acrescentou Roberts.

Mais notícias sobre vinhos..

Château planta pela primeira vez uvas carmenere por causa da mudança climática
Cidade mexicana cria projeto para evitar a falsificação de vinhos
Hong Kong é o maior consumidor de vinhos da Ásia
Universidade australiana realiza pesquisa para melhorar uvas viníferas
Vinícolas produzem vinhos com baixo teor alcoólico para satisfazer consumidores

Da redação

Publicado em 16 de Março de 2012 às 07:59


Notícias