Champagne cresce, mas pouco

As vendas de Champagne em 2017 aumentaram graças ao consumo de fora da União Europeia



Os números de vendas de Champagne permaneceram estáveis em 2017, com uma maior demanda vindo de fora da União Europeia. O aumento total foi de apenas 0,4% em volume, em relação ao ano anterior, chegando a 307,3 milhões de garrafas. O valor, contudo, foi recorde, com 4,9 bilhões de euros.

O consumo interno na França registrou uma a queda de 2,5%, com 153,7 milhões de garrafas vendidas. “Foi uma queda mais acentuada do que o esperado devido a um decepcionante mês de dezembro”, revelou Maxime Toubart, presidente do Syndicat Général des Vignerons (SGV) e copresidente do Comité Champagne. 

O volume de exportações agora está quase no mesmo nível da venda interna no mercado francês, pois elas atingiram 153,6 milhões de garrafas em 2017, crescendo 3,5%. A maior parte do crescimento foi de fora da União Europeia, que registrou queda de 1,3% em volume. Os mercados externos cresceram 9%, para 77 milhões de garrafas.

Da redação

Publicado em 25 de Abril de 2018 às 09:00


Notícias