Revista ADEGA
Busca

Vinho - 23.Jul - Descoberta

Champanhe encontrado em navio naufragado pode ter pertencido a Luis XVI


Após analisarem as garrafas encontradas em um navio naufragado no Mar Báltico, especialistas estimam que elas podem ter pertencido ao Rei Luis XVI da França.

As garrafas foram encontradas por mergulhadores no arquipélago de Aland, região autônoma da Finlândia. Ao provar o seu conteúdo o grupo ficou surpreso ao perceber que se tratava de um champanhe em ótimas condições. "Estava fantástico, com um sabor muito doce, com traços de carvalho, um cheiro muito forte de rapé e bolhas muito pequenas", disse o mergulhador Christian Ekstrom.

O grupo acreditava que o navio poderia ser um transporte de cargas e que se dirigia a São Petersburgo, antiga capital da Rússia. Alguns registros mostraram que eles podem estar certos. Existem dados históricos de que Luis XVI havia enviado para o Império Russo um navio contendo champanhe que nunca chegou ao seu destino.

Os especialistas, no entanto, ainda não puderam provar se a bebida se trata de um Veuve Clicquot, como acreditavam os mergulhadores.

ESPECIAL:Art nouveau do champanhe - O culto ao champanhe desvendado por Hervé Deschamps, chefe de cave da Perrier Jouët

Confira as últimas notícias do mundo dos vinhos...

+ Região da Espanha aprova denominação para icewine

+ Fundador da Academia de Vinhos da Espanha sai da lista de fugitivos da Interpol

+ Otimistas, produtores de Champagne prevêem aumento nas vendas

+ Atletas e celebridades participam de "lançamento de rolha à distância"

+ Empresa cria garrafa de vinho para o mundo dos negócios

Redação
Publicado em 23/07/2010, às 09h54 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias