Revista ADEGA
Busca

Vinho - 25.Mai - Desapropriação de Vinícola

Chávez ameaça desapropriar a única empresa vinícola da Venezuela


O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou no último domingo, em seu espaço televisivo "Alô Presidente", a intenção de desapropriar a empresa La Polar. A acusação feita pelo presidente é de que a La Polar está monopolizando seus produtos, em um momento em que os mercados populares estão escassos. A companhia é a maior produtora de alimentos, refrigerantes, cervejas e é a única produtora de vinhos do país.

Com 120 hectares de plantações de variedades européias, a vinícola da empresa, a Vinícola Pomar, tem capacidade para abrigar 260 mil caixas de vinho por ano. O clima tropical e a grande amplitude térmica possibilitam a produção de duas safras anuais, uma em março e outra em setembro.

Graças a uma parceria com vinicultores franceses, são utilizadas modernas formas de cultivo na produção, como irrigação por gotejamento e plantas com trellises, o que acabou por tornar as vinhas mais resistentes e produtivas.

A desapropriação da Polar afetaria a fonte de trabalho de duas mil famílias. A decisão é uma das muitas que têm sido tomadas nos últimos meses na Venezuela. Entre as empresas desapropriadas, figuram companhias de todos os tamanhos e, ao longo do país, já se encontram vários parques de edifícios completamente desabitados.

Confira as últimas notícias do mundo dos vinhos...

+ Vinho para cachorros é lançado na Inglaterra
+ Estudo francês mostra aumento no consumo de taças de vinho

+ Tempestades de granizo atingem Zona de Barolo

+ Austrália reduz produção de vinhos para 2010

Redação
Publicado em 25/05/2010, às 08h37 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias