Vinho - 29.Jan

Cidade francesa leiloa vinhos para pagar despesas sociais


O presidente da câmara da cidade francesa Dijon, François Rebsamen, conseguiu arrecadar mais de 150 mil euros para a cidade vendendo cerca de três mil garrafas de vinhos da adega municipal.

divulgação

Os recursos captados com este leilão serão usados para aumentar o orçamento da Câmara Municipal de Dijon, já que o Governo François Hollande está impondo cortes às autoridades regionais, na tentativa de reduzir os gastos para 60 bilhões de euros até 2017. "Temos cada vez mais co-cidadãos que nos pedem assistência social", disse o Rebsamen, citado pela publicação britânica. Segundo a AFP, 84% dos lucros serão destinados aos serviços de emergência de Dijon.

De acordo com o jornal Infos-Dijon, o leilão vendeu metade do estoque da adega, 3500 vinhos. O vinho mais antigo à venda datava de 1959, o lote era uma garrafa de Vosne-Romanée Henri Jayer do Cros Parantoux de 1999, que foi vendida por 4.800 euros - mais de quatro vezes que o seu reserva - para um comprador chinês chamado pelo site como Wang Dongming. No entanto, o prefeito prometeu que irá manter 10% do dinheiro arrecadado para restaurar parte do estoque da adega.

Mais notícias sobre vinhos...

Sonoma anuncia campanha para melhorar diferenciação entre apelações
Chefe de cozinha Guy Fieri entra para o mundo do vinho
Casa de champagne faz kit com pérola swarovski para comemorar o Valentines Day
Senhora que restaurou Ecce Homo fará rótulo de vinho
Nova campanha quer incentivar o consumo de vinho branco no Brasil

Da redação

Publicado em 29 de Janeiro de 2013 às 09:08


Notícias