Revista ADEGA
Busca

Clima compromete safra brasileira de 2007


O calor feito nos últimos dias nos vinhedos da serra gaúcha, pouco comum nesta época de inverno, fez com que as parreiras mais precoces brotassem, ao invés de guardar reservas até o final de agosto.

Esta mudança meteorológica pode comprometer o potencial da produção da safra 2007, reduzindo a quantidade das uvas precoces, como é o caso da Chardonnay. As parreiras precisam em média de 300 horas de frio constante, em torno de 7ºC, para ocorrer a produção de frutos. A ausência de frio poderá comprometer as brotações quando a primavera chegar.

Neste caso, pode-se usar produtos para a quebra de dormência - restituir às sementes a umidade perdida no processo de retirada dos frutos e secagem para armazenamento - e minimizar esses danos. No entanto, para que os produtos sejam eficientes, são necessárias algumas horas de frio aliada a dosagens mais elevadas de cada produto, segundo informa Henrique Pessoa dos Santos, pesquisador da área de fisiologia vegetal da Embrapa Uva e Vinho de Bento Gonçalves (RS).

Fernando Roveri
Publicado em 19/07/2006, às 11h40 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h43


Mais Notícias