Revista ADEGA
Busca

30 mar - Colecionador possui 18 mil garrafas

Colecionador português possui 18 mil garrafas de vinho às margens do rio Reno


Na cidade de Dusseldörf, Alemanha, conhecida por sua paixão pela cerveja, uma cave do século XVII junto à margem do rio Reno abriga um "tesouro" para outros paladares: nada menos que 18 mil garrafas de vinho português.

O seu proprietário é Carlos Quintas, um economista português radicado em Dusseldörf, que assinalou este fim-de-semana o décimo aniversário do início da sua coleção com provas de vinhos que tiveram uma convidada muito especial, a especialista britânica Jancis Robinson, uma das "autoridades" mundiais na matéria.

A prova esteve longe de ser uma novidade para a colunista do Financial Times, que em 1999 publicou o livro "Jancis Robinson prova os melhores vinhos portugueses", a obra que inspirou Carlos Quintas para iniciar a sua coleção nesse mesmo ano.

"Comecei a colecionar por força do acaso, porque encontrei uma cave muito bonita em Dusseldörf, de fato extraordinária, com condições de armazenamento espetaculares, e hoje, penso que, poderei dizer, uma das caves mais significativas de vinhos portugueses no mundo", disse Carlos Quintas à Agência Lusa.

Dez anos depois de ter publicado o seu livro sobre vinhos portugueses Jancis Robinson mostou-se impressionada com a evolução dos vinhos, pelo que constata nas garrafas.

"Acho que a qualidade do vinho português aumentou enormemente em 10 anos. Conseguiu certamente acompanhar o aumento da qualidade do vinho", diz ela, acrescentando que continua válida uma observação que fez há alguns anos, quando escreveu que os vinhos portugueses podem realmente oferecer estilos e sabores distintivos que não podem ser encontrados em mais nenhum lugar. O segredo, diz, é os produtores dos vinhos não ser "influenciados por modas internacionais".

Saiba mais sobre vinhos portugueses em:

Os vinhos portugueses na história

Redação
Publicado em 30/03/2009, às 12h47 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h45


Mais Notícias