Vinho - 13.Ago - Menos é mais

Com produção reduzida, Austrália assiste suas exportações crescerem


Há algum tempo, a indústria vitivinícola australiana vem lançando diversas campanhas e projetos para combater a sua superprodução de vinhos e, pelos resultados exibidos para o primeiro semestre deste ano, a iniciativa parece estar funcionando.

A safra 2010 teve um aumento de 22% nas suas exportações, apesar de ter sido 12% menor do que a de 2009.

Ao anunciar os números, o chefe-executivo da empresa Australian Vintage, Ian Ferrier, - cujas marcas incluem McGuigan, Nepenthe e Tempus Two - disse que, finalmente, os estoques da indústria estavam "lentamente entrando em equilíbrio", com as remessas reduzidas.

"É a primeira vez em muito tempo que nós vemos sinais de que a nossa indústria do vinho pode se mover na direção de um equilíbrio entre oferta e procura", comemorou. No entanto, apesar da perspectiva ser animadora, o empresário advertiu que o mercado ainda continuará volátil durante algum tempo. "Ainda há um excesso de estoque das safras anteriores", explica.

A indústria australianareduziu entre oito e 12 hectares suas áreas vitivinícolas, pouco mais de 1,5 milhão de toneladas de uvas foram colhidas. A Australian Vintage quase dobrou seu lucro líquido para 8,1 milhões, apenas no primeiro semestre deste ano.

ESPECIAL:Yarra Valley - Uma nova terra para Chardonnay e Pinot Noir - A principal região produtora da Austrália é famosa pelas castas típicas da Borgonha, mas também por blends curiosos e pratos inusitados com carne de canguru

Confira as últimas notícias do mundo dos vinhos...

+ Lenda do rock, Randy Rhoads ganha vinho em sua homenagem

+ Vinícola Garibaldi está presente na novela das nove na Globo

+ Caixas de vinho podem evitar sabores indesejados na bebida

+ Projeto de informar conteúdo calórico de bebidas causa polêmica no Reino Unido

+ Pouca oferta e preços elevados assustam consumidor asiático

Da redação

Publicado em 13 de Agosto de 2010 às 06:57


Notícias