Vinho - 17.Jun - Sobre mudanças climáticas

Conferência em Barcelona mobiliza vinicultores em prol do meio ambiente


Mais de 20 cientistas, especialistas em mudanças climáticas, vinicultores e políticos de todo o mundo fizeram um fervoroso apelo ao mundo do vinho na semana passada.

Divulgação
Miguel Torres em sua palestra
O Wineries for Climate Protection Conference em Barcelona na última sexta-feira contou com a presença de mais de 400 representantes, principalmente da Espanha.

Entre os oradores incluía-se o ex-presidente chileno Ricardo Lagos, hoje enviado especial da ONU sobre mudanças climáticas, e algumas das figuras mais importantes do mundo do vinho.

Entre esses últimos incluía-se Miguel Torres, da Torres, Mar Raventós, da Codorniu e Pablo Alvarez, da Veja Sicília, tal como representantes dos diferentes corpos de comércios de vinho, membros da OIV (Organização Internacional de Vinho) e da FEV (Federação Espanhola de Vinho).

Abrindo a conferência, Tomas Molina, da Associação Meteorológica internacional, disse que o objetivo era que as vinícolas estabelecessem um "protocolo para mudança".

Mais de uma dúzia de especialistas em meio ambiente, como Ann Thrupp, responsável pela área de sustentabilidade e desenvolvimento orgânico na Fetzer, Carlo de Biasi da produção italiana Zonin e o chefe de cave da Moët et Chandon, Benoit Gouez, deram detalhadas avaliações da suas estratégias ambientais.

Eles discorreram desde a nova tecnologia de embalagem - em Champagne 37% da emissão de carbono vem da embalagem - à pirólise, decomposição de material orgânico em oxigênio, passando pelo uso extensivo de energia geotérmica (originária de 100-400m profundidade) para tanto aquecer como esfriar os estabelecimentos vinícolas.

Gioia Small, da Penfolds, disse que é certo que a mudança de clima tem um papel significativo no "tempo de colheita e compressão".

Esse tipo de energia significa uma economia de 50% no uso, diz Manuel Garicia da Bodegas Regalia de Ollauri em Rioja.

Mais notícias sobre vinhos...

+ Casal norte-americano transforma escola do século 19 em vinícola

+ Baseado nos benefícios à saúde que o vinho traz, novo método de pontuação é criado

+ Consumo de vinho na Guatemala duplica e é a segunda bebida mais consumida

+ Preços de safra Bordeaux 2010 também empacam venda nos EUA

+ Safras 2011 da Austrália e da Nova Zelândia excedem todas as expectativas

Da redação

Publicado em 17 de Junho de 2011 às 06:52


Notícias