Vinho - 29.Jun - Polêmica

Construção de estrada causa polêmica na Alemanha


A região poderia se tornar patrimônio mundial
A construção de uma auto-estrada no estado de Renânia-Palatinado, na Alemanha, tem gerado polêmica entre governo e viticultores. As vinhas na região do Vale do Mosel datam do Império Romano e é uma das poucas áreas de cultivo de uvas Riesling.

Apesar do apelo de viticultores e de especialistas de todo mundo, o governo do país não tem a intenção de pensar melhor a respeito do assunto.

De acordo com o Ministro de Vinificação do Estado de Renânia-Palatinado, que também é o Ministro dos Transportes do estado, "a ponte é indispensável, porque vai reduzir o tempo de viagem em meia hora, entre a Alemanha e os países do Benelux, além de facilitar o fluxo de tráfego".

O importador americano, Terry Theise, também se manifestou contra a construção da auto-estrada: "Estes vinhos são um símbolo da contribuição da Alemanha para o patrimônio cultural da humanidade. Não parece sensato desvalorizar tal coisa, ou ao risco de profanar isso por causa de uma auto-estrada".

O prestigiado escritor e crítico de vinhos, Hugh Johnson, que descreve Riesling como "o último vinho branco", disse: "Salvar estes vinhos é uma questão histórica. Eles são nada menos do que a jóia da coroa do vinho alemão".

A UNESCO manifestou recentemente sua intenção de designar o Vale do Mosel um Património Mundial. Apesar disso, o governo alemão não mudou sua decisão.  

Confira as últimas notícias do mundo dos vinhos...

+Mexicanos e brasileiros aumentam venda de vinhos em Mendoza

+Arqueólogos encontram vasos de vinho do século II na França

+Região francesa de Rasteau é promovida a AOC

+Vinícolas francesas realizam festival de música clássica

+China será o sétimo maior consumidor de vinhos em 2013, segundo estudo

+Resort de ski chileno organiza semana de vinhos

Da redação

Publicado em 29 de Junho de 2010 às 09:19


Notícias