Revista ADEGA
Busca

Consumir vinho ajuda o cérebro a manter a agilidade


De acordo com mais de 70 estudos científicos recentes, tomar uma taça de vinho por dia é muito mais benéfico para o cérebro do que ser abstêmio. De acordo com eles, o consumo leve de vinho pode melhorar as funções cognitivas e a agilidade mental.

Além disso, ingerir pequenas doses também previne a demência, conforme demonstra um estudo feito pela Academia Sueca Sahlgrenska, que acompanhou 1.500 mulheres durante 34 anos. Possivelmente, estes efeitos estão relacionados aos antioxidantes do vinho, que reduzem as inflamações, impedem o enrijecimento das artérias e melhoram a circulação sanguínea.

Outro beneficio do consumo de vinho diz respeito à saúde física. De acordo com uma investigação publicada na revista FASEB Journal, o resveratrol presente nos tintos é capaz de neutralizar os efeitos negativos de uma vida sedentária, pois pode diminuir o processo de deterioração da massa e força muscular.

Mais notícias sobre vinhos...

+ Três novos Master of Wine são anunciados

Nigéria vive explosão de consumo de Champagne

Deputados da União Europeia pedem que vinho seja declarado Patrimônio da Humanidade

Mouton Rothschild irá inaugurar galeria de rótulos de vinho

Redação
Publicado em 23/05/2013, às 13h34 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h48


Mais Notícias