Revista ADEGA
Busca

Vinho - 20.Jun - Vinhos no México

Consumo de vinho no México deve aumentar 13% nesse ano


Divulgação
A taxa de consumo atual no México é muito reduzida - 0,4 litros por habitante
O consumo de vinho no México aumentará em até 13% durante esse ano, segundo afirmou o presidente do Conselho Mexicano Vitivinícola (CMV), Luis Alberto Cetto.

Esse dado encerra os três anos de baixa por conta da crise e permitiu que o presidente afirmasse que o consumo de vinho no país chegará ao seu dobro nos próximos quatro anos.

A taxa de consumo de vinho no México - 0,4 litros por habitante ao ano - é muito reduzida se comparada com países como EUA ou Espanha, que consomem respectivamente 12 e 16 litros por habitante ao ano.

Além disso, como explico Cetto, o consumo de vinho no México está muito concentrado. Apenas 1,3 milhões de pessoas, ou seja, 1% da população do país, consome 80% do vinho - situação que o Conselho Mexicano Vitivinícola tem como objetivo mudar.

Um dos principais objetivos em que o CMV está trabalhando é aumentar a produção de vinho no país e promover seu consumo ligado à gastronomia, uma tendência que já começou a se desenvolver nos últimos dois anos, segundo afirmou Cetto.

O México se situa em oitavo lugar da lista de países aos quais mais vinhos de qualidade a Espanha exporta em valor. No ano passado, ela exportou 10 milhões de litros de vinho por um valor de 35 milhões de euros, o que representou um crescimento 32% e 54%, respectivamente, em relação ao ano de 2009.

Mais notícias sobre vinhos...

+ Famoso site de vinhos lança versão em chinês

+ Família do famoso enólogo Robert Mondavi doa seus documentos à Universidade da Califórnia

+ Peña Aldera relança vinhos com novos rótulos a fim de se posicionar no mercado alemão

+ Safras no EUA atrasam devido ao clima frio na primavera

+ Bodegas se reúnem para a maior feira de âmbito mundial, a Vinexpo

Redação
Publicado em 20/06/2011, às 08h59 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h47


Mais Notícias