Revista ADEGA
Busca

Vinho - 12.Mar

Consumo moderado de vinho previne derrame em mulheres


Um estudo realizado  por pesquisadores do Brigham e Women's Hospital, em Boston, mostrou que mulheres que bebem uma taça de vinho diarimente tem menos chances de ter um derrame do que as que não bebem.

O estudo, publicado no Journal Stroke, foi realizado com 84 mil mulheres de idade entre 30 e 55 anos, que, quando o estudo começou, em 1980, não tinham nenhum problema cardiovascular.

Divulgação

Através dos anos, 2.171 mulheres tiveram derrame; a maioria derrames isquêmicos, o tipo mais comum, que acontece quando um coágulo bloqueia a circulação de sangue por um vaso sanguíneo.

Das 25 mil que não bebiam, 1.045 tiveram derrame; das 29 mil que bebiam menos de uma taça por dia em média, 552 tiveram derrame; e das 20 mil que bebiam em média de um a dois taças diariamente, 241 tiveram derrame.

Segundo os pesquisadores, a explicação para esse efeito é que a bebida aumenta a produção de HDL, o colesterol benéfico, que reduz o risco de formação coágulos de sangue.

No entanto, o consume exagerado também não traz benefícios, dizem eles, pois aumenta a pressão sanguínea e desregula os batimentos cardíacos.

Mais notícias sobre vinhos..

Chateau Lafite Rothschild começa construção da primeira vinícola estrangeira na China
Medicamento feito com substância do vinho é testado na PUC - RS
Doug Rathbone anuncia venda de seu grupo vinícola
Colecionador de vinhos é preso por fraude
Espanha cria programa para incetivar interesse dos jovens em vinho

Redação
Publicado em 12/03/2012, às 07h49 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h48


Mais Notícias