Revista ADEGA
Busca

Vinho - 20.Abr

Consumo moderado de vinho reduz em 85% risco de demência


Um estudo feito por cientistas italianos mostraram que o consumo moderado de vinho pode diminuir em 85% o risco de demência em pessoas com idades entre 65 a 84 anos.

divullgação

O estudo publicado no site americano retiretothesun.com mostra que o consumo de um copo de vinhos diário diminui a incidência de demência em pessoas a partir de 65 anos que já apresentam leve demência cognitiva, chamada de MCI.

MCI é o termo usado para diferenciar o estagio entre a perda de memória normal associado a idade e a demência.

"Esse é o primeiro estudo que procura a conexão entre o consumo de vinho e a progressão entre o MCI e a demência", explica uma dos autores da pesquisam Vincenzo Solfrizzi. "O arranjo dos vasos sanguíneos no cérebro podem ter um papel importante no consume do vinho em relação aos efeitos protetores da demência", acrescenta ele.

O estudo ainda está sendo aprofundado para esclarecer se o consumo de vinho antes dessa idade também ajuda na prevenção da demência e para descobrir os motivos e fatores que criam esse efeito.

Mais notícias sobre vinhos...

Cos dEstournel anuncia seu vinho pela metade do preço de 2011
Vinícola planta árvore para cada garafa de vinho comprada
Chef harmoniza vinhos com cardápio feito de ingredientes do Mcdonalds
Navarra fatura 4 milhões de euros com vinhos ecológicos
Músico inglês Dave Stewart lança vinho

Redação
Publicado em 20/04/2012, às 08h46 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h48


Mais Notícias