Vinho - 26.Nov

Coppola volta a usar Inglenook em seus rótulos de vinho


Após adquirir a vinícola Inglenook e alterar seu nome para Rubicon Estate, o diretor e produtor Francis Ford Coppola irá voltar a estampar seus vinhos com o termo antigo, produzindo rótulos quase idênticos ao que circulavam na vinícola logo após a Lei Seca, que vigorou de 1920 a 1933 nos EUA.

divulgaçao

A volta de "Inglenook" mostra os esforços de Coppola para restaurar a vinícola histórica em Rutherford, no Napa Valley, fundada pelo capitão Gustave Niebaum em 1879 e que faliu em 1960. O diretor tem comprado diferentes partes da propriedade desde 1975, tendo adquirido última parte em abril de 2011. Porém, até pouco tempo, os rótulos não podiam levar o nome original. "Eu paguei pelo nome da marca mais do que o que eu paguei pela propriedade inteira", conta ele, que investiu 14 milhões de dólares para voltar a usar o nome original da propriedade.

O recém-renomeado Inglenook 2009 custa 200 dólares nos EUA e é um blend de Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Merlot. Philippe Bascaules, diretor técnico da propriedade, diz que o potencial de envelhecimento da safra de 2009 é forte quando comparada a lendária safra de 1941. "Vamos poder celebrar o renascimento da Inglenook com esta safra em 50 anos", comemorou ele.

Mais notícias sobre vinhos...

Livro sobre Borgonha ganha versão em eBook interativo
Governo Brasileiro regulariza classificação do vinho colonial
Vinícola Yealands recebe prêmio por suas práticas sustentáveis
Pesquisa mostra que vinho combate diversos tipos de células cancerígenas
Bernard Magrez anuncia criação de hotéis butique para amantes de vinhos

Da redação

Publicado em 26 de Novembro de 2012 às 09:18


Notícias