Pequena fortuna

Criminosos roubam adega cavando túnel de catacumba

Foram levadas 300 garrafas, sendo a maioria dos rótulos Grand Crus, avaliadas em 250 mil euros



Um grupo de criminosos usou as catacumbas de Paris para cavar um acesso em uma adega privada e roubar uma pequena fortuna em vinhos. A polícia francesa anunciou que cerca de 300 garrafas foram roubadas de uma adega próxima ao do Jardim de Luxemburgo, parque público da capital francesa. 
 
Embora não se tenha uma relação oficial dos vinhos, sabe-se que a maior parte dos rótulos eram grand crus, com soma estimada em 250.000 euros. As famosas catacumbas de Paris estão em mais de 250 km abaixo da cidade. Os túneis são muito bem sinalizados por placas com os nomes das ruas correspondentes acima deles, o que facilitou a determinação exata da perfuração para invasão da adega. 
 
Infelizmente, com a crescente alta no valor dos vinhos, a atenção de criminosos também tem aumentado. Há alguns anos, houve uma série de invasões e roubos em produtores como Yquem, Palmer e Jacques Selosse – com ladrões não apenas a procura de garrafas, como também, rótulos e outros itens de embalagem, com a provável intenção de produzir falsificações.
 
Em 2014, um dos principais colecionadores de vinhos da França, Michel-Jack Chasseuil, foi mantido refém em sua própria casa por uma gangue que queria invadir sua adega – por fim, eles fugiram de mãos vazias, frustrados pelas portas blindadas e medidas de segurança sofisticadas implantadas pelo enófilo. Colecionadores, é bom ficar de olho!

Por Maria Bolognese

Publicado em 11 de Setembro de 2017 às 11:56


Notícias