Depois de deixar sistema "en primeur", Latour põe safra de 1995 no mercado


Após de surpreender o mundo do vinho em 2012 ao declarar que não venderia mais seus vinhos en primeur, ou seja, direto do barril e ainda jovens, mas apenas quando já estivessem prontos, ou quase prontos, para ser consumidos, o Château Latour colocou no mercado parte de seus vinhos que seguem essa nova linha, que serão vendidos via negociantes ou comerciantes globais e importadoras.

Agora, em 2013, o presidente do Latour, Frédéric Engerer, anunciou que algumas safras dos três rótulos da marca, Chateau Latour, Les Forts de Latour e o menos conhecido Pauillac de Latour, já estão disponíveis, sendo a mais recente do primeiro vinho da casa a safra de 1995. Do Les Forts de Latour, a safra corrente é a de 2005, e o terceiro vinho está sendo comercializado na safra de 2009.

De acordo com Engerer, o Latour 1995, apesar de já estar sendo vendido, deve continuar evoluindo por, pelo menos, cinco anos, "e pode durar até duas décadas, facilmente". Todas as garrafas contêm selo Prooftag (selo especial que contém um código de 13 números para autenticar cada garrafa)  para impedir fraudes e uma etiqueta afirmando que os vinhos foram liberados pelo Château em 2013.

Mais notícias sobre vinhos...

Pesquisas sugerem que vinho tinto pode manter o corpo equilibrado

"Paisagem cultural do vinho" é candidata a Patrimônio da Humanidade

+Leilão de vinhos de Henry Tang arrecada 4,5 milhões de euros

+2012 será a safra dos brancos e rosés em Bordeaux

+Para ser apreciado corretamente, vinho precisa da taça certa e alguns cuidados

Da redação

Publicado em 20 de Março de 2013 às 14:04


Notícias