Dialética do vinho

Um dos conceitos que rege a filosofi a desde os tempos antigos


MEDALHAS
"Bela matéria publicada na página 38 da ADEGA número 56. Sempre me perguntei qual o propósito das medalhas de ouro, prata e bronze nos concursos mundiais de vinho. Achava que representava apenas uma glória pontual sobre concorrentes diretos naquele evento. Nunca imaginei que cada concurso representava um determinado valor, uma pontuação que era somada e significava algo maior."

Bruno Urbano


PROMOÇÃO LIVRO "MOLHOS E AZEITES DE OLIVA ESPANHOL"
O último ganhador do livro "Molhos com Azeite de Oliva Espanhol", com 365 receitas de molhos à base de azeite, uma para cada dia do ano, foi Letícia Uemura Marote, de Barueri (SP). Para participar de nossos próximos sorteios, basta ser assinante da revista. Ainda não é? Acesse assineinner. com.br, faça sua assinatura e concorra.


OBRIGADO

Quero parabenizar a feliz iniciativa do sorteio e registrar a minha alegria em ser um dos contemplados com o livro "Molhos com Azeite de Oliva Espanhol". Parabéns pelo conteúdo das edições dessa conceituada revista. Obrigado e sucesso!

Jessi de Almeida

BÍBLICO
Parabéns pela maravilhosa capa da revista número 56. Na minha opinião, de quem não entende nada de marketing, mas que entende um pouco de estética, achei-a lindíssima. As cores, sobretudo, me chamaram a atenção. Aproveito, também, para dizer que a citação de João 15:1- 5 no editorial não podia ser mais apropriada. Felicito-os pela escolha desta passagem do Evangelho. Muito boa e pertinente, no vinho e na vida.

Cristina Neves


#Q#

RASTRO
Entrei no site "O Melhor do Vinho" e tive a grata surpresa de encontrar a avaliação do Rastros do Pampa. Gostaria de agradecer por toda a atenção e profissionalismo e parabenizá-los pelo site.

Gabriela Pötter

ISABEL?
Todo país tem uma uva típica para produção de vinhos: a Argentina tem a Malbec, o Uruguai, a Tannat, o Chile, a Carménère, a Alemanha, a Riesling, a França, a Cabernet Sauvignon... e Brasil também tem. É a Isabel, que foi a responsável pelo surgimento da indústria vinícola brasileira. Porém, ela é discriminada no meio vinícola, por ter supostamente aroma e sabor mais grosseiros. Que tal iniciar uma campanha promovendo a Isabel como a uva típica brasileira para a produção de vinho? Se os estrangeiros dizem que ela tem menor refinamento, podemos dizer que ela tem a rusticidade, a força, a intensidade, a simplicidade, a doçura e a descontração típicos dos brasileiros.

Erico Tachizawa

ROSAS E VINHOS
Sou leitor assíduo da revista ADEGA e aprendo muito sobre o mundo dos vinhos com as informações bem abalizadas proporcionadas pela revista. Gostaria apenas de corrigir uma informação fornecida no texto sobre rosas e vinho (ADEGA 54, página 62) em relação ao filme "Cidadão Kane", de Orson Welles: bem no finzinho do filme, quando vê-se a imagem de funcionários recolhendo os pertences do protagonista após a sua morte, aparece na mão de um deles um carrinho de rolimã, ou coisa parecida, enfim, um brinquedo de sua infância, em que se lê: Rosebud. Entendo que o mistério da frase final tem aí sua revelação: depois de viver uma vida particular e profissional intensa de paixões e polêmicas, o que o protagonista lembra em seu instante final é de um brinquedo singelo, como uma forma de recuperar a ingenuidade perdida. José Mauro

Bernardo Mesquita


REZAR
Logo que li a matéria sobre o Château Angélus logo lembrei de parte da oração que minhas avós costumavam rezar durante o dia. "Infudi, Senhor, nós vos pedimos, em nossas almas a vossa graça, para que nós que conhecemos pela anunciação do anjo, a encarnação de Jesus Cristo, vosso Filho, cheguemos por sua paixão e sua cruz à glória da ressurreição."

Mara Salvador

Christian Burgos

Publicado em 21 de Julho de 2010 às 14:01


Editorial

Artigo publicado nesta revista