Vinho -13.Set - Cultura

Dieta do Mediterrâneo pode se tornar patrimônio da UNESCO


Em sua próxima sessão em novembro, a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) decidirá se a Dieta do Mediterrâneo será incluída na lista dos Patrimônios Culturais Imateriais da Humanidade.

Idealizada pelo governo espanhol e apoiada por Itália, Grécia e Marrocos, a candidatura da dieta foi feita em agosto do ano passado, em Paris. Mais do que um hábito alimentar, a Dieta do Mediterrâneo é defendida por esses países como "um corpus cultural extraordinário que abraça todos os povos de cultura mediterrânea, abrangendo paisagens, cultivos e técnicas, mercados, elaborações, espaços e culinárias".

Além de sua importância cultural, a Dieta do Mediterrâneo já foi estudada por inúmeros especialistas. Ela, que tem no vinho um de seus principais elementos, é tida como um dos mais saudáveis hábitos de alimentação.

O Patrimônio Cultura Imaterial abrange expressões, conhecimentos, técnicas, utilidades e representações que as comunidades mundiais reconheçam como parte integrante de seu patrimônio cultural. Na lista dessa categoria estão itens como a ópera tibetana e o tango argentino.

Para saber mais sobre a Dieta do Mediterrâneo, clique aqui.

Confira as últimas notícias do mundo dos vinhos...

+ Viticultura orgânica está cada vez mais popular na França

+ Especialistas se reúnem para degustar produção de castas raras na França

+ Bodega Castejón da Espanha abre centro de operações na China

Pesquisa no Reino Unido mostra que consumidor ainda comete erros básicos
+ Vinícola em Washington comemora 20 anos de produção orgânica

Da redação

Publicado em 13 de Setembro de 2010 às 10:56


Notícias