Domaine de la Romanée-Conti arrendou uma parcela de vinhedo em Corton-Charlemagne

Este é o segundo vinho branco do domaine, que faz um em Montrachet


Corton-Charlemagne é um dos vinhos brancos mais famosos do mundo. Muito disso deve-se à sua ligação com Carlos Magno e a lenda de que sua esposa teria mandado cultivar uvas brancas nas colinas de Corton, pois o vinho tinto manchava as barbas do rei. Agora, o vinhedo ganhará ainda mais fama, pois o Domaine de la Romanée- Conti firmou um contrato de arrendamento de uma parcela de 7 acres de Corton-Charlemagne de propriedade do Domaine Bonneau du Martray. O contrato terá início em novembro de 2018 e a primeira colheita será em 2019.

Armand de Maigret, gerente do Bonneau du Martray, estava à procura de um parceiro para cultivar uma pequena porção dos 27 acres que seu domaine possui na colina de Corton. Ele queria alguém que compartilhasse a filosofia de Bonneau du Martray com o cultivo biodinâmico.

“Ter o Domaine de la Romanée-Conti na denominação é realmente muito bom para Corton- Charlemagne”, afirmou. Para Romanée-Conti, esse contrato expande sua produção na colina de Corton. Em 2008, o domaine tinha arrendado terras do Domaine Prince Florent de Mérode, permitindo-lhe produzir um Corton a partir dos climas de Bressandes, Renardes e Clos du Roi. “Fazer um grande Corton- Charlemagne é um desafio que estamos felizes em realizar”, afirmou Aubert de Villaine. Este é o segundo vinho branco do domaine, que faz um em Montrachet.

Da redação

Publicado em 8 de Agosto de 2018 às 15:00


Notícias