Revista ADEGA
Busca

Vinho - 19.Fev - "Red Bicyclette"

Escândalo de falsificação de vinho condena doze franceses


Um escândalo envolvendo a compra de vinhos franceses falsificados, pela vinícola E&J Gallo, a maior dos EUA, deixou o mundo do vinho boquiaberto.

Os vinhos da marca "Red Bicyclette", vendidos como sendo Pinot Noir, eram na verdade uma mistura dessa uva com caldo de outras uvas como a merlot e shiraz, que são de menor qualidade.

Os executivos da indústria vinícola francesa, da região de Languedoc-Roussillon, conseguiam lucros milionários através da venda destes vinhos. Segundo as investigações, o esquema durou de janeiro de 2006 a março de 2008, e conseguiu pelo menos US$ 7 milhões.

Claude Courset, da companhia Ducasse, foi o mentor do esquema. Ele atuou como o intermediário entre os produtores franceses locais e um conglomerado que vendia o vinho a E&J Gallo, Sieur D'Arques.

Courset foi condenado a seis meses de prisão e uma multa de 45 mil euros. Já o Sieur D'Arques, terá que pagar 180 mil euros aos cofres públicos. Os outros membros da "quadrilha" foram multados com valores proporcionais a suas ações.

O esquema começou a ser investigado em 2008, quando a Ducasse declarou que comprava os vinhos por 58 euros o hectolitro, quando o valor de mercado é de pelo menos 97.

A E&J Gallo, que não foi julgada no caso por não apresentar indícios de culpa, ainda não declarou se pretende abrir um processo contra os infratores.

Confira as últimas notícias sobre o mundo dos vinhos...

+ O Melhor Vinho do Dia: Aos cuidados com o meio ambiente!

+ Designer transforma toalha manchada de vinho em decoração
+ Croácia se promove como destino para enoturismo
+ Saiba quanto custa um vinhedo
+ TAM recebe prêmio por ter o melhor vinho branco

Redação
Publicado em 19/02/2010, às 15h15 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias