Vinho - 06.Ago - Evento

Escritor e vinicultor, William Boyd vem ao Brasil participar de evento literário


Aos 58 anos, Boyd diz ter uma produção de 15 mil garrafas por ano
O escritor e vinicultor William Boyd está vindo para o Brasil. O ganense filho de escoceses irá participar da Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP) hoje, ao lado de Pauline Melville.

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, o autor de No Coração de África falou sobre sua experiência com a produção de vinhos. "Não lucro, porque o governo francês não me permite", disse ele quando perguntado se tinha rendas com seu trabalho como vinicultor. "É uma burocracia complicada. Não posso explorar comercialmente a menos que eu mude a documentação para explorar a terra da qual sou dono", se queixou.

Aos 58 anos, o escritor produz seus vinhos em parceria com um jovem vinicultor francês. "Ele ganha todo o dinheiro. Começamos em 1996. Eu o ajudo a vender, porque ele vende sob o nome de nossa casa, sob o meu nome. Eu só ganho a glória", explicou.

Com uma produção de cerca de 15 mil garrafas por ano, Boyd disse que não poderia trazer nenhuma ao Brasil: "gostaria de poder, mas acho que é difícil de exportar. Mas você hoje pode comprar em Londres, além da França", explicou.

Esta será a primeira vez que o escritor participa da FLIP, apesar de ter sido convidado para participar do evento em 2007. Este ano, Boyd irá lançar seus dois últimos livros: Tempestades Comuns e Fascinação (Editora Rocco).

Confira as últimas notícias do mundo dos vinhos...

+ Itália continua sendo a maior exportadora de vinhos do mundo

+ Exportações chilenas crescem 12% no primeiro semestre deste ano

+ Depois de anos de discussão, OIV define conceito de "terroir"

+ Com mais de 500 anos, "Vinha Mãe" é envenenada nos Estados Unidos
+ Julia Roberts e Javier Bardem divulgam filme em vinícola da Califórnia

Da redação

Publicado em 6 de Agosto de 2010 às 10:59


Notícias