17.Jul - Espanha combate mudanças climáticas

Espanha combate mudanças climáticas


Mover as platações para cima pode ser uma das medidas adotadas pela Espanha no combate ao aquecimento global
A Espanha, que possui a maior área destinada à plantação de uvas vitiviníferas do mundo, pode mover suas plantações para cima. A iniciativa busca combater os efeitos que o aquecimento global pode causar na produção de vinhos local.

O país, que já é o mais seco da Europa, deve ser um dos primeiros a sofrer de fato com as mudanças de temperatura. De acordo com o Ministério do Meio-Ambiente, a Espanha está ameaçada de ter dois terços de seu território transformado em deserto, um processo que foi batizado de "Africanização".

Para prevenir as conseqüências das possíveis alterações no clima, a Federação Espanhola de Vinho e as grandes vinícolas do país estão elaborando um projeto, batizado de Demeter, "que busca adquirir o conhecimento necessário para enfrentar as mudanças climáticas".

"Vinhos adoram o sol, é verdade, mas muito calor pode ser nocivo para o amadurecimento necessário da uva", afirma o especialista em vinhos da Universidade de Zaragoza, Juan Francisco Cacho. Além de acabarem com o açúcar das uvas, as ondas de calor prejudicam a maturação de elementos responsáveis pelo aroma, consistência e cor.

O projeto Demeter é voltado a "procurar práticas de produção do vinho que atrasem a maturação da bebida", afirma Mireia Torres, diretora técnica da vinícola Bodegas Torres, na região nordeste da Catalunha. "Temos uma área experimental onde analisamos os diferentes efeitos das práticas Vitivinícolas em relação ao clima".

Uma das possíveis soluções pode ser explorar a altitude. Em alturas maiores, vinhos sofreriam menos com o calor. As noites mais frias permitem que as uvas amadureçam melhor.

Mais notícias sobre vinhos da Espanha:

+ 43 milhões consomem vinho espanhol
+ Turismo do vinho ganha mais adeptos na Espanha
+ Rioja perde espaço para outras DOCs espanholas
Vinícola espanhola lança vinho na China
+ Espanha promoverá vinhos na Coreia do Sul
+ Cresce a venda de vinhos finos de Castilla e León

Da redação

Publicado em 17 de Julho de 2009 às 10:17


Notícias