Revista ADEGA
Busca

Vinho - 1.Out

Especialistas avisam que preços de vinho franceses não subirão


Por causa da diminuição da colheita os consumidores já imaginavam um aumento significativo nos preços dos vinhos franceses da safra de 2012. Mas os especialistas já avisam que os preços não subirão tanto assim.

divulglçaõ

"As primeiras indicações de preços só serão liberadas em meados de novembro, mas não há sinais de frenesi. O atual clima não irá encorajar ninguém a colocar altos preços até ver como está o mercado", afirma Nicolas Ozanam, um dos diretores do UMVin, conselho que representa 70% dos produtores franceses de vinho.

Ozanam lembra que os altos preços nos últimos anos foram incentivados pela demanda da Ásia. "é uma questão de esperar e ver os preços para os mercados americano e asiático em que os produtores não podem arcar com quaisquer movimentos bruscos nos preços", explica ele.

A Grã-Bretanha ainda é o maior comprador de vinhos franceses 40% de todos os vinhos importados da frança (1.2 bilhões de euros em 2011), seguido dos EUA (860 milhões), Alemanha (690 milhões) e Bélgica (500 milhões).  O mercado chinês ainda é um dos menores, mas têm um ritmo de crescimento muito rápido, 40% na primeira metade do ano passado, e 27% na segunda.

Mais notícias sobre vinhos...

Nova lei estende profissão de enologia para formados em curso técnico
Pessoas que bebem de forma responsável são mais felizes
Nyetimber lança primeiro espumante demi-sec produzido na Inglaterra
Gerard Basset MW fala do redescobrimento dos vinhos franceses
Loja bate recorde com maior número de pessoas abrindo vinhos ao mesmo tempo

Redação
Publicado em 01/10/2012, às 11h09 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h48


Mais Notícias