Revista ADEGA
Busca

Espumante falsificado na Bairrada


Autoridades portuguesas descobriram uma adega clandestina na região da Bairrada, que se dedicava à produção e venda ilegal de vinho espumante. Foram apreendidas 30 mil garrafas, além de material utilizado para produção e engarrafamento, avaliados em 150 mil euros.

O proprietário foi identificado e admitiu que parte da produção foi vendida. Ele pode ser preso e julgado por falsificação. Os inspetores levaram o conteúdo das garrafas para análise em laboratório, com o objetivo de determinar se a bebida causa malefícios à saúde.

Fernando Roveri
Publicado em 19/01/2007, às 16h45 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h44


Mais Notícias