Revista ADEGA
Busca

Vinho - 03.Mar - Abalo

Estragos causados pelo terremoto no Chile foram menores do que o esperado


Os danos causados pelo terremoto do ultimo sábado que assolou o Chile não foram tão graves quanto se temia, afirmaram alguns dos maiores produtores de vinhos do país.

Após uma reunião realizada hoje, 3 de março, os representantes de cerca de 95% da indústria vinícola afirmaram que a perda de vinhos armazenados no país foi de cerca de 12,5%.

Em valores, o prejuízo estimado é de pelo menos 250 milhões de dólares, soma que não deve afetar fortemente os produtores, já que o Chile contava com grande estoque de vinhos, e nem tudo foi perdido. "Isso não vai afetar o abastecimento aos nossos importadores", afirmou Rene Merino, presidente do Wines of Chile.

Segundo Merino, o estrago não foi maior porque a infra-estrutura das construções chilenas é resistente a terremotos. "A maioria dos estragos foram nos prédios mais antigos, que eram usados como escritórios ou voltados para o turismo. As áreas mais modernas não foram afetadas".

A colheita da safra de 2010 também vai sofrer as conseqüências. No norte do Chile, região bastante afastada do epicentro do sismo, ela já foi iniciada. Mas em outras regiões, mais ao sul do país, há falta de luz e danos em algumas instalações, tornando difícil a realização do trabalho.

Os estragos causados pelo terremoto ficaram mais concentrados nas regiões de Maule, Cachapoel e Colchagua. Maipo, Casablanca e Bio Bio também sofreram perdas. Até agora, 800 pessoas já morreram. Só na região de Maule, foram 587 vítimas fatais.

Confira as últimas notícias sobre o mundo dos vinhos...

+ O Melhor Vinho do Dia: Um brinde à mulher brasileira!

+ Produção de vinho na Califórniadecresce pela primeira vez em 16 anos

+ Produtores de bebidas lançam site para combater o abuso de álcool
+ O Melhor Vinho do Dia: Um tinto sul-africano para entrar no clima da Copa!

+ China pode tornar-se o sétimo maior mercado consumidor em 2013

Redação
Publicado em 03/03/2010, às 11h52 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias