Revista ADEGA
Busca

Excesso de conservantes faz China devolver vinhos australianos


A China recusou mais de 10 mil garrafas de vinho tinto australiano. O motivo é o excesso de anidrido sulfuroso - utilizado como conservante - e que não está em conformidade com as regras-padrão do país. Cerca de 840 garrafas foram recusadas pelas autoridades da alfândega chinesa no porto de Shenzhen. O vinho em questão foi engarrafado em 2003 por um produtor da Nova Gales do Sul, cujo nome foi mantido em sigilo.

Sam Tolley, chefe da Australina Wine and Brandy Corporation, esclareceu que quando o anidrido sulfuroso foi adicionado ao vinho, não foi bem misturado. Por esse motivo, algumas garrafas de vinho continham excesso do conservante.

Fernando Roveri
Publicado em 24/08/2006, às 14h27 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h44


Mais Notícias