Em paz

Falece patriarca da família Cointreau

Nome mundial do conhaque, Max Cointreau morreu em casa aos 94 anos


Depois de viver uma vida dedicada ao conhaque, o francês Max Cointreau morreu poucas semanas após completar 94 anos. Segundo comunicado feito à imprensa na manhã desta terça-feira, a Cognac Frapin declarou “com tristeza e pesar” que o patriarca da família faleceu durante a última quarta-feira (19) de causas naturais, em casa, na cidade natal de Gensac la Pallue, localizada no oeste da França.

Atualmente, Max estava à frente de Domaine Château de Fontpinot, que detém a Frapin, empresa na qual era coproprietário. Nascido em 1922, ele começou sua carreira profissional aos 20 anos, quando assumiu a direção da Cointreau SARL. Como diretor de gestão do grupo, Max teve papel fundamental no desenvolvimento da Cognac Frapin e da Gosset Champagne, bem como dos licores Pages Vedrenne.

A carreira do experiente patriarca também passou pela presidência de instituições de renome mundial como: National Union of Liquor Manufacturers; Grandes Liqueurs de France; e Social Commission of the National Council of Wine and Spirit. Fora do mundo das bebidas alcoólicas, Max atuou em cargos políticos e foi premiado com a Chevalier de la Légion d’Honneur – a mais alta condecoração do país.

Da redação

Publicado em 25 de Outubro de 2016 às 13:48


Notícias Max Cointreau