Família de Vinho do Porto compra vinhedo depois de 100 anos de espera

Família Symington estava de olho na Quinta da Sabordela desde 1912


Quinta do Bomfim

Quinta da Sabordela é vizinha da Quinta Bomfim, propriedade dos Symingtons

O Vinho do Porto é um vinho atemporal. Alguns dizem que podem ser guardados por mais de 100 anos. Aliás, o Vinho do Porto é uma das primeiras denominações de origem controlada do mundo, estabelecida em 1757 pelo Marquês de Pombal. Ou seja, de tempo e tradição seus produtores entendem e respeitam.

Sendo assim, depois de um século de espera, a família Symington, responsável pela produção de alguns do mais renomados Vinhos do Porto, como Graham’s, Warre’s, Dow’s e Cockburn’s, por exemplo, conseguiu adquirir um vinhedo de 30 hectares no Douro, a Quinta da Sabordela. Depois de 100 anos de olho na propriedade e tentando comprá-la, enfim conseguiram e vão adicionar suas vinhas às de sua propriedade vizinha, a Quinta do Bomfim, que agora terá 80,5 hectares.

Os Symington estão construindo uma vinícola na Quinta do Bomfim que será equipada com seis lagares e contêineres feitos especificamente para o Vinho do Porto. Também planejam abrir um centro de visitações em 2015.

A Quinta da Sabordela era usada para fazer Portos para a empresa Smith Woodhouse desde 1930 e vinha sendo sondada pelos Symingtons – família de origem inglesa como boa parte dos produtores de Vinho do Porto – desde 1912. “Algumas pessoas podem ver essa decisão de comprar mais vinhedos como excêntrica, mas temos visto grandes oportunidades para os Porto Premium nos últimos anos”, apontou Paul Symington, ao ser questionado sobre a compra em um momento de queda do consumo de Vinho do Porto no mundo.

A análise dos Symington está baseada no fato de que, apesar da queda de volume nas exportações, os Portos Premium tiveram um aumento de 17% em volume nos primeiros nove meses de 2013, além disso, houve um crescimento de 35% em valor desses mesmos vinhos.

Da redação

Publicado em 18 de Dezembro de 2013 às 13:16


Notícias