Revista ADEGA
Busca

Café - 27.Jul - Tradição

Fazenda de café em São Paulo completa 150 anos


Foto da fazenda em 1914
Há cinco gerações, a Fazenda Paraízo pertence à família de Beatriz Franco de Lacerda. Localizada em São Carlos, cidade a 232 quilômetros da capital paulista, a propriedade completa este ano seu 150º aniversário.

A fazenda foi fundada por José de Lacerda Guimarães, o Barão de Arari. "Ele comprou essa gleba de terra em 1860", disse Beatriz. O café produzido em Paraízo era voltado à exportação e sua qualidade era tamanha que os grãos ganharam um prêmio em Paris, em 1889.

Com a quebra da bolsa em 1929 e o conseqüente declínio da economia cafeeira, as culturas de algodão, laranja, leite e gado também passaram a fazer parte da produção da fazenda. "Vários tipos de cultivo foram se alternando, porque o café já não tinha a mesma força", explica a proprietária.

A família Lacerda administrou o local até 1987. Com a morte do pai de Beatriz, o terreno foi arrendado. Dez anos depois, no entanto, a descendente do Barão de Arari reassumiu a propriedade, que os poucos foi recuperando sua vitalidade. "Voltei e só tinha mato, jardins sem cuidados, a casa era um abandono. Consegui colocar tudo em ordem dez anos depois", conta ela.

Se depender de Beatriz, o legado da família Lacerda irá continuar. "Tenho um apego sentimental por ter vivido muitos bons momentos aqui. Acho importante passar toda essa história", disse a bióloga.

ESPECIAL:Prova de xícara - Como trabalham os provadores de café, que dão a palavra final sobre a classificação e a qualidade da bebida

Confira as últimas notícias sobre café...

+ Café do Centro abre cafeteria temporária em São Paulo

+ Pesquisadores brasileiros desenvolvem café naturalmente sem cafeína

+ Começa hoje o 1º Salão de Cafés Especiais do Espírito Santo

+ No estilo das barras de chocolate, empresa lança barra de café

+ América do Sul está comprando mais café brasileiro

Redação
Publicado em 27/07/2010, às 10h14 - Atualizado às 13h47


Mais Notícias