Revista ADEGA
Busca

03.mar - França aposta no enoturismo em regiões po

França aposta no enoturismo em regiões pouco conhecidas


A prioridade da nova Comissão de Vinho e Turismo Francesa será a de melhorar as relações entre produtores e operadores turísticos de hotéis e restaurantes. A falta de coordenação entre eles tem limitado as atividades turísticas dos produtores de vinho, disse Jeremy Arnaud, diretor de marketing de Cahors Comércio de Vinho. "A questão agora é provar que este pode ser uma nova fonte de receitas para os produtores."

Este é um caso comum em regiões como Cahors que não têm uma imagem turística bem estabelecida, a exemplo de Bordeaux ou Borgonha.


Entre as iniciativas para atrair turistas, Cahors criou uma meia-maratona anual em torno de seus vinhedos - tendo como inspiração eventos similares que ocorrem na região de Medoc - e nomeou de "vinho negro" o rótulo que pretende se tornar o principal de Cahors.


Em regiões prestigiadas como Bordéus e Borgonha, o enoturismo tem uma trajetória bem sucedida. Tanto que as vendas relacionadas ao turismo são responsáveis por cerca de 13% dos 1,1 mil milhões de euros arrecadados com a venda de vinhos Borgonha.


Tal como Bordeaux, a região promove através de um rótulo de qualidade aqueles viticultores que concordam em oferecer aos visitantes um razoável nível de serviço, incluindo os horários e informações em diferentes línguas.

Saiba mais sobre vinhos franceses em:

+ Sinônimo de Elegância
+ O comércio de Bordeaux, um circo milionário

Redação
Publicado em 03/03/2009, às 12h21 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h45


Mais Notícias