Vinho - 23.Jul - Caso encerrado

Fundador da Academia de Vinhos da Espanha sai da lista de fugitivos da Interpol


Pancho Campo: "eles finalmente descobriram que um erro havia sido cometido contra mim"
O fundador e ex-presidente da Academia de Vinhos da Espanha, Pancho Campo, não está mais na lista de fugitivos do site da Interpol.

"Eu fui informado que hoje a Interpol aceitou meu pedido para retirar meu nome da lista deles. Eles finalmente descobriram que um erro havia sido cometido e que uma injustiça estava sendo feita contra mim", disse Campo nesta quarta-feira.

O Master of Wine havia sido acusado de fraude pelo antigo sócio, Jackie Wartanian, em 2002. No ano seguinte, Campo foi considerado culpado, acusado de abuso de confiança, e recebeu uma sentença de um ano em custódia, seguida de deportação. Na época, o enólogo vivia em Dubai, onde dirigia uma companhia de promoção de esportes e música.

Em outubro de 2009, quando a Interpol publicou o mandato de prisão de Campo em seu site, o espanhol desistiu do cargo de diretor da Conferência de Vinhos de Rioja e  renunciou a presidência da Academia de Vinhos da Espanha.

ESPECIAL:O vinho e sua história - Do Império Romano, pela Idade Média, até os nossos dias, o vinho acompanhou os principais momentos da história da humanidade e se transformou

Confira as últimas notícias do mundo dos vinhos...

+ Otimistas, produtores de Champagne prevêem aumento nas vendas

+ Atletas e celebridades participam de "lançamento de rolha à distância"

+ Empresa cria garrafa de vinho para o mundo dos negócios

+ Rías Baixas discute ações futuras para alavancar a exportação

+ Feiras de vinhos espanhóis são marcadas para novembro na Alemanha

Da redação

Publicado em 23 de Julho de 2010 às 08:36


Notícias