Revista ADEGA
Busca

Vinho - 09.Set - No topo do prédio

Garrafa de vinho de restaurante destruído no atentado de 11/09 sobreviveu


Às vésperas de completar uma década do atentado mais marcante do novo milênio, o do 11 de setembro, ofereceram ao sommelier Kevin Zraly, do restaurante que ficava no último andar de uma das Torres Gêmeas, o Windows on the World, uma garrafa que havia sobrevivido ao atentado.

Divulgação
Kevin Zraly
"É bem possível que algumas garrafas tenham sobrevivido", ele disse. A adega do Windows on the World tinha mais de 60 mil rótulos. "Mas eu não queria nem vê-la. Eu disse a ele: fica pra você. É sua".

Zraly formou diversos sommeliers e chefes de bodegas, e lançou o livro que já vendeu mais de 3 milhões de cópias, o "Windows on the World Complete Wine Course" - foi a forma que ele encontrou de honrar a memória de seus companheiros, mais de 70, que não sobreviveram ao 11 de setembro.

Antes de trabalhar no restaurante - antes mesmo de ele existir - ele trabalhava como vendedor de vinhos, e quando o Windows on the World estava prestes a inaugurar, ele foi oferecer os seus serviços. Ao invés disse, conseguiu o emprego de chefe da adega, e recebeu carta branca para montar a adega que queria, e com os vinhos que queria.

"Isso foi nos anos 70", ele contou. "Os norte-americanos não sabiam grandes coisas de vinho, e ele era mais sinônimo da França".

Mais notícias sobre vinhos...

+ Vendas de mosto e vinho a granel crescem na Argentina

+ Seguindo tradição de cervejaria, vinicultores dos EUA produzem cerveja especial

+ Rótulos de vinho se inspiram em imagens contemporâneas ao Império Romano

+ Regulamento de Montalcino não será alterado e os vinhos continuarão de 100% Sangiovese

+ Revista de vinhos cria aplicativo para iPad sobre Napa Valley

Redação
Publicado em 09/09/2011, às 10h26 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h48


Mais Notícias