Revista ADEGA
Busca

Vinho - 28.Fev

Gerente do Moët Hennessy é preso por roubo de vinhos


O gerente do château Moët Hennessy, Romain Brunot, foi preso acusado de roubar 75 mil euros em champagnes e destilados.

Por mais de quatro anos ele roubou 400 garrafas de champagne Krug e 400 garrafas de vodka Belverede de eventos, incluindo aqueles que aconteciam no Hotel Dorchester e no restaurante de Heston Blumenthal.

Divulgação

Brunot transferia as garrafas para uma adega no leste de Londres e depois registrava no nome de um amigo.

Ele também deu falsas ordens de compras de vinhos,  em nome da loja Davys  que ele desviava para sua coleção particular.

Foi descoberto quando Moët percebeu algo estranho e foi verificar o que estava acontecendo com a loja de bebidas.

A policia recuperou 50 mil euros em champagne e 25 mil euros em vodka.

Brunot recebeu uma pena de 15 meses preso, e terá de pagar o restante do valor do prejuízo da empresa, que é de 25 mil euros.

Mais notícias sobre vinhos..

Noël Pinguet se demite da Domaine Huët
Palmela, Cidade Européia do vinho de 2012, apresenta programação especial
Restaurante faz degustação beneficente de vinhos para ajudar fundaçao
Produtores de vinhos terão de adaptar a produção a mudança climática
Denominações podem forçar produtores de vinhos a pagar taxa de filiação

Redação
Publicado em 28/02/2012, às 07h38 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h48


Mais Notícias