Grange “secreto” descoberto em clínica para re-arrolhar garrafas

Durante um evento em Londres, enólogos da Penfolds encontraram amostras de garrafas que teoricamente não deveriam ter sido produzidas


Grange 1959

Safra de Grange 1959 não deveria ter sido produzida

Durante um evento de re-arrolhar vinhos, os enólogos Peter Gago e Steve Lienert, da mais famosa vinícola australiana, a Penfolds inspecionaram, 200 de suas garrafas em Londres, na qual descobriram um Grange “secreto”.

Os enólogos voaram até Londres para o programa de re-arrolhar garrafas de safras antigas que atraiu cerca de 30 colecionadores da marca Penfolds, contando principalmente com proprietários de seus principais rótulos como Grange, St Henri e Bin 707. De acordo com o enólogo Peter Gago, as coleções dos clientes sempre trazem vinhos interessantes. “Há surpresas em cada clínica (como são chamados esses eventos)”, acrescentou, antes de re-arrolhar uma garrafa de 1956 ST Henri Shiraz.

Enquanto isso, o enólogo Steve Lienert afirmou que seu destaque do dia foi uma garrafa de 1959 Grange – o último dos três “vintages ocultos” de Penfolds, chamados dessa forma por terem sido produzidos em segredo pelo enólogo Max Shubert entre 1957 e 1959. De acordo com Lienert, o vinho teria sido feito sem o uso de carvalho novo, pois Shubert não podia solicitar nenhum barril para fazer o blend final, já que estava proibido de produzir o principal vinho da empresa naqueles anos (devido à baixa qualidade da safra).

Da redação

Publicado em 30 de Outubro de 2013 às 12:07


Notícias penfolds grange 1959 segredo vintage oculto re-arrolhar