Hugh Johnson põe vinhos de sua adega à leilão


Ícone no que diz respeito a literatura vinícola, o inglês Hugh Johnson irá colocar à leilão parte de sua coleção de vinhos, que inclui First Growths de mais de 50 anos e uma seleção de rótulos alemães.

As vendas, que podem arrecadar dezenas de milhares de libras, são decorrentes da venda da casa onde Johnson e sua família moram há mais de 40 anos, mansão de cinco adegas, que o escritor preencheu com os melhores vinhos do século XX. Em entrevista, ele afirmou que foi uma "agonia" decidir quais garrafas seriam leiloadas.

Numa lista provisória dos vinhos martelados estão uma série de First Growths e outros vinhos top de Bordeaux de todas as idades, incluindo Latour 1937, 1945 e 1961 e Y'Quem 1945, além de uma garrafa do Champagne Krug de 1971, três vinhos Malmsey Madeira de 1830, considerado um ícone, e outros tantos vinhos alemães, espanhóis, italianos e da Borgonha.

"Para mim, um dos grandes prazeres da vida é beber vinhos alemães", contou Johnson à Decanter. "Eles estão em grandes quantidades na minha adega, mas isso não significa que só tenho isso. Não há nada ali que eu me envergonhe em ter. Na escolha dos vinhos que irão a leilão, tentamos ser realistas a respeito do que iremos ou não beber nos próximos anos", explicou.

O leilão deverá acontecer no dia 16 de Maio no condado inglês de Essex e terá cerca de 320 lotes.

Mais notícias sobre vinhos...

União Europeia exige que Israel informe em seus rótulos vinhos produzidos em assentamentos

Vinho e Sabores de Portugal terá mais de 30 expositores

Aquecimento global pode trazer benefícios ao mapa vinícola mundial

Vinho & Sabores de Portugal acontece nos dias 27 e 28 de abril

Novo Mundo firma acordo sobre regras para os rótulos de vinho

Da redação

Publicado em 4 de Abril de 2013 às 13:06


Notícias