Degustações e harmonizações

Ibravin e Sebrae promovem cursos gratuitos sobre vinhos para bares e restaurantes

A segunda fase do Projeto Qualidade na Taça pretende qualificar pelo menos 3 mil profissionais de pequenos estabelecimentos do país e valorizar os rótulos brasileiros


O Instituto Brasileiro de Vinho (Ibravin) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) iniciaram a segunda fase do Projeto Qualidade na Taça. O programa tem como objetivo aumentar em 15% a venda dos vinhos, espumantes e sucos de uva produzidos no Brasil em pequenos negócios de alimentação fora do lar. A estratégia é qualificar o serviço do vinho de pelo menos 3.000 profissionais até 2016.

O projeto tem como meta qualificar 1.000 pequenos empreendimentos, como bares e restaurantes, de 16 cidades em 14 estados brasileiros, com média de três pessoas por empresa. A iniciativa vem sendo apoiada pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel).

O curso é gratuito, dividido em dois módulos: presencial e web. O programa ainda complementa com degustações e dinâmicas de aprendizado com material didático de apoio elaborado especialmente para o treinamento.

De acordo com uma pesquisa aplicada aos participantes da primeira fase, que aconteceu de setembro a dezembro de 2014, 33% dos profissionais qualificados nunca haviam participado de uma degustação de vinhos e 58% nunca haviam participado de uma dinâmica de harmonização. Para Diego Bertolini, gerente de Promoção da Ibravin, a experiência com os vinho brasileiros deram para muitos profissionais a oportunidade de obter mais conhecimento sobre o produto que estão vendendo. "Assim, consumidores terão um melhor serviço do vinho", salienta Bertolini. 

As empresas que tem interesse em participar devem acessar o site www.qualidadenataca.com.br, preencher o formulário e aguardar o contato de um consultor via telefone. O cadastro permite o acesso imediato à duas das oito videoaulas. As demais aulas e o módulo presencial são restritos a profissionais da área. A adesão é gratuita.

Da redação

Publicado em 26 de Novembro de 2015 às 15:01


Notícias