Revista ADEGA
Busca

Vinho - 06.Out - Cortiça

Indústria de cortiça se renova para aumentar produção de rolhas


Do total da produção mundial de vinho engarrafado, 70% é lacrado com rolhas de cortiça, por volta de 12 bilhões de rolhas nos vinhos de todo o mundo.

Divulgação
Embora nas últimas décadas esse valor caiu, por conta da sua substituição com lacres alternativos, o fato é que há uma tendência mostrando que a cortiça ainda está em vigor e volta a ganhar o mercado.

Um dos principais e históricos fatores contrários à cortiça é a contaminação com TCA. Nesse sentido, a empresa portuguesa Amorim, líder nesse setor, desenvolveu várias opções que permitem, em uma etapa de "prevenção, diminuir os precursores. Mesmo assim, conta com dos processos a base de vapor, que geram uma contaminação de quase 80% das rolhas".

A última tecnologia desenvolvida pela empresa e que feito testes há um mês, é um cromatógrafo de rápida detecção de TCA, que permite analisar a presença de TCA em 15 segundos.

Logo, os planos da Amorim são de investir para dobrar a quantidade dessas máquinas e deixá-las prontas para que todas as rolhas sejam analisadas individualmente.

"Temos que operar essa máquina em uma de nossas unidades industriais no Porto. O objetivo final é que, em uma fase industrial, todos os lacres naturais sejam analisados um por um para assegurar ao cliente 100% de qualidade no nosso produto", garantiu Pablo Lopes, do departamento de ID da Amorim, durante uma conversa sobre investigações científicas que a empresa leva adiante.

A máquina, que foi desenhada em conjunto com uma empresa do Reino Unido, permitiria, automaticamente, detectar a presença de TCA. A companhia espera que a fase de testes e ajustes ocorram em um período não superior a dois anos.

Mais notícias sobre vinhos...

+ Colheita em Sauternes é a mais antecipada já registrada, mas qualidade será ótima

+ Mais de 40 comunas de Beaujolais perderam o direito de rotular seus vinhos como de Borgonha

+ Nova classe de vinicultores emerge na África do Sul

+ Rolha digital mostra temperatura do vinho e tem conexão WIFI

+ Consumidor chinês de vinho usa internet para pesquisar sobre produto, diz pesquisa

Redação
Publicado em 06/10/2011, às 09h16 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h48


Mais Notícias