Revista ADEGA
Busca

Vinho - 12.Mai - Demanda de vinho cresce nos EUA

Indústria de vinho tem perspectivas promissoras


Divulgação
O Seminário de Economia Vinícola, que ocorreu nesta terça-feira na Califórnia, EUA, teve como principal assunto o aumento de preços e da demanda de uvas, além da venda de vinhos.

Condições econômicas são consideradas o mais importante fator que afeta as vendas, por isso as uvas eram a maior preocupação. A Chardonnay permanece a "rainha do mercado", com 53 milhões de dólares nas vendas, e Cabernet com 33 milhões.

As variedades Pinot Grigio, Riesling e Muscat também venderam notavelmente, crescendo mais de 60% desde o ano passado.

O preço dos vinhos subiu, contudo. Agora, os produtores da região de Napa terão que estudar uma maneira de deixa-lo mais acessível ao consumidor.

Produtores de diversas regiões da Califórnia concordam que as coisas estão melhores com o aumento da demanda e dos preços, mas muitos notaram que eles precisam ser flexíveis quanto aos contratos e preços.

Muitos sinais apontam para um maior interesse no consumo de vinho, mas o principal é que as vendas nos EUA continuam crescentes.

MAIS: Curta ADEGA no Facebook e participe de promoções!

Mais notícias sobre vinhos...

+ Vinhos cabo-verdianos serão exportados a Portugal e EUA

+ Michael Chapoutier aposta no vinho inglês e procura propriedade na região

+ Mais de 1100 bodegas espanholas participam do Fenavin na Espanha

+ EUA se tornam terceiro maior fornecedor de vinhos do Canadá

+ Maneira de prensar uva Riesling reflete no aroma do vinho, diz Chapoutier

Redação
Publicado em 12/05/2011, às 09h50 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h47


Mais Notícias