Revista ADEGA
Busca

Vinho - 04.mar - Mercado

Indústria do vinho chilena estima perda em US$ 250 milhões


Passados alguns dias do terremoto que acometeu o Chile, os viticultores locais começam a pintar uma imagem mais clara da situação.

"Estimamos uma perda em volume de 125 milhões de litros de vinho (cerca de 14 milhões de barris)", diz René Merino, presidente de Wines of Chile. O prejuízo, segundo Merino, chega a US$ 250 milhões. "O número pode parecer grande, mas, de fato representa apenas 12% da colheita de 2009. Então as perdas não serão tão significantes como nós pensávamos que seria".

As notícias chegam à medida que o país ainda luta para reparar danos e dar assistência para os desabrigados. De acordo com as governo, o prejuízo material chega a 30 bilhões, e inclui a destruição de 500000 residências, além de diversas pontes e estradas.    

Relatos de donos de vinícolas tem sido raros, na medida em que a estrutura de comunicação segue comprometida em vários lugares. Muitos produtores viajavam com suas famílias no momento da catástrofe, encontrando, agora, dificuldades para retornar à suas propriedades.

"Os danos à infra-estrutura e às casa foram extremamente severos. Foi de cortar o coração ver tantas belas casas totalmente destruídas", falou José Ortega da Maule-based Bodegas y Viñedos O. Fournier.

Entre as vinícolas com perdas confirmadas estão Miguel Torres e Viña Santa Carolina, apresentando prejuízo de 100 e 200 mil litros, respectivamente; a MontGras estima as perdas em 10 % dos barris. A maior vinícola do país também não escapou. Há rumores que Concha y Toro tenha perdido até 40 milhões de litros.

Confira as últimas notícias sobre o mundo dos vinhos...

+ Estragos causados pelo terremoto no Chile foram menores do que o esperado
+ O Melhor Vinho do Dia: Um brinde à mulher brasileira!

+ Produção de vinho na Califórniadecresce pela primeira vez em 16 anos

+ Produtores de bebidas lançam site para combater o abuso de álcool
+ O Melhor Vinho do Dia: Um tinto sul-africano para entrar no clima da Copa!

Redação
Publicado em 04/03/2010, às 11h58 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias