Revista ADEGA
Busca

13.Jul - Mercado

Investidores internacionais estão trás de vinhedos chilenos


Vinhedos chilenos interessam investidores internacionais
Investidores internacionais estão a cada dia mais interessados nos vinhedos chilenos. Isso se deve ao aumento da demanda por vinhos daquele país ao redor do mundo e à crise inanceira internacional. "Alguns vinhedos estão à venda", diz Max morales, um consultor de vinhos, que negocia propriedades também.

Investidores estão vendo as mudanças nos índices econômicos como uma janela de oportunidades que pode durar até o final do ano. A valorização do dólar frente ao peso chileno (atualmente, uma unidade da moeda americana vale 540 vezes mais que o equivalente chileno. Há um ano o dólar valia 430 vezes) é um dos fatores que impulsionam a chegada do dinheiro estrangeiro ao país.

"Temos investidores interessados dos Estados Unidos, França, Espanha e Portugal e, pela primeira vez, da Argentina", disse Colin Becker, especialista em fusões e aquisições.

Becker afirma que os investidores são atraídos pelas condições financeiras favoráveis e pelo interesse de adicionarem a suas plataformas de exportação vinhos como Carménère e Saugivnon Blanc. "O interesse não é vender no mercado local. Isso é tudo para exportação", complementa.

Os principais alvos, afirmou Becker, são as propriedades pequenas e medias. "Pelo menos duas devem ser negociadas até o final do ano", prevê. ''Existe volatilidade e as pessoas querem estar certas de que estão realizando um negócio viável, mas ao lado do Chile está qualidade reconhecida de seus vinhos ".

Confira mais notícias sobre o mundo dos vinhos...

+ Beja se candidata a Cidade do Vinho em 2010

+ Série de TV chinesa vai explorar o enoturismo

+ Espanha se destaca no concurso Citadelles du Vin

+ Vinhos do sudoeste paranaense se tornam competitivos

+ Ubatuba realiza festival gastronômico em prol da sustentabilidade

Redação
Publicado em 13/07/2009, às 10h26 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias