Revista ADEGA
Busca

Vinho - 10.Mar - Efeito estufa

Italianos iniciam o replantio em regiões mais afetadas pelo aquecimento global


Vinicultores da região de Alto Adige estão iniciando práticas biodinâmicas de plantio e transferindo suas plantações para locais mais altos, tudo isso para lidar com as causas e conseqüências do aquecimento global.

A região de Trentino Alto Adige fica na região nordeste da Itália
Numa degustação de vinhos italianos realizada em San Francisco, a vinícola biodinâmica Manincor, que tem mais de 400 anos, colocou em pauta a questão da mudança de zonas cultivo.

Por conta do aquecimento do planeta, áreas que antes estavam aptas para o desenvolvimento de algumas variedades de uvas passaram a apresentar condições menos favoráveis, tornando necessário o replantio em regiões mais altas, de clima mais ameno.

"Quase todos os vinicultores querem ter suas plantações situadas a altitudes mais elevadas", afirmou o dono da Manincor.

Alguns produtores italianos já chegaram a afirmar que estão usando métodos biodinâmicos como estratégia para lidar com as alterações climáticas.  "Nós estamos começando um novo ciclo, capaz de atingir a maturação completa com níveis de açúcar mais baixos e maior acidez", afirmou Urs Vetter, diretor de uma vinícola de Alto Adige.

Segundo Vetter, a vinícola está na fase inicial de pesquisas para apontar como o clima está afetando as plantações. "Se o aquecimento se potencializar, vamos precisar replantar as videiras em locais que agora tem clima frio, mas que futuramente terão condições ideais".

Confira as últimas notícias sobre o mundo dos vinhos...

+ O Melhor Vinho do Dia: Um branco alemão à Feira de Turismo de Berlim
+ França se engaja em campanha para combater o abuso de álcool dos jovens
+ Harmonizar vinho com comida ajuda na hora da digestão?

+ O Melhor Vinho do Dia: Ao histórico Oscar dos argentinos!

+ Mulheres que bebem vinho têm mais sucesso em controlar o peso

Redação
Publicado em 10/03/2010, às 11h39 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias