Revista ADEGA
Busca

Café - 15.Out - Maior da Ásia

Japão se torna grande consumidor de café


Japão é o maior importador de café na Ásia e o quarto do mundo
Há quase 30 anos o café vem ganhando espaço no mercado japonês. A bebida se tornou tão popular quanto o chá, tradicional estimulante do continente. Atualmente, o japonês consome uma média de 11 xícaras de café por semana.

Bebida com grande potencial de energia, o café funciona como o combustível do trabalhador, que enfrenta longas jornadas de trabalho diariamente. Desde a década de 80 que o país é o grande importador de café da Ásia, e situa-se entre os quatro maiores do mundo, atrás apenas dos EUA e Alemanha, empatado com a Itália.

O mercado japonês é visto com bons olhos pelos produtores latino-americanos, grandes produtores do grão. O Brasil e a Colômbia são os dois maiores fornecedores de café para os nipônicos, mas o país também dá espaço para fornecedores menos tradicionais, como a Costa Rica, México e Guatemala.

Japão é o lugar onde mais bebidas energéticas são consumidas. Também por isso o país dá espaço para produtos mais baratos, porém de baixa qualidade, como é o caso do Vietnã e da Indonésia.

Com importações que chegam a mais de 400 milhões de quilos de café por ano, os nipônicos estão cada vez mais adeptos à bebida. Segundo Juan Carlos Gamboa, diretor do Instituto de Café da Costa Rica, "cada vez são mais os conhecedores da qualidade do café e de suas características orgânicas".

Confira as últimas notícias sobre o mundo do café...

+ Mesmo em crise, Honduras deve ter produção recorde de café

+ Água de esgoto tratada poderá ser usada como adubo nos cafezais

+ Cafezais são favorecidos pelo regime de chuvas no Brasil

+ Área de café na Indonésia não foi afetada pelo terremoto

+ Alemanha é a principal importadora de café peruano na UE

Redação
Publicado em 15/10/2009, às 12h16 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias