Revista ADEGA
Busca

21.02.2013

Loja italiana comercializa vinhos com imagens de ditadores


Quem anda pelas ruas da capital da Itália em busca de vinhos, especialmente na via príncipe Amadeo, que fica a poucos metros da principal estação de trens de Roma, pode ter uma surpresa desagradável: em uma das lojas do bairro há uma série de garrafas rotuladas com o rosto de alguns dos mais cruéis ditadores do século XX, como Adolf Hitler, Benito Mussolini e Joseph Stalin.

Há poucos dias, um jornal local detalhou o assombro de algumas pessoas que passaram pelo lugar. Uma turista francesa, por exemplo, afirmou ter ficado, num primeiro momento, surpresa de encontrar tais rótulos, sentimento que depois se transformou em raiva e vergonha.

O dono do local se defende, afirmando que não há apenas produtos com rótulos de ditadores, mas também de outras figuras importantes, como Che Guevara e João Paulo II. "A política não tem nada a ver com isso. Aqui há igualdade de condições nos produtos". Além disso, o proprietário pontua que os vinhos de Hitler são os mais vendidos. "Quem os compra? Principalmente os estrangeiros alemães. Lá a venda está proibida, então eles vêm até aqui".

Em 2012, um órgão fiscalizador abriu uma investigação contra um supermercado onde se podia comprar diversas garrafas de vinhos estampadas com o rosto de Hitler.

Mais notícias sobre vinhos...

Canadá terá um dos maiores crescimentos do mercado vinícola mundial
Time Paris Saint-Germain pode ter vinho próprio
Segundo estudo, 90% dos vinhos franceses contém resíduos de pesticidas
Accolade processa marca de acessórios por cópia de seu logotipo

Redação
Publicado em 21/02/2013, às 09h46 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h48


Mais Notícias